Tag: Hábitos de leitura

quarta-feira, 30 de julho de 2014

Aqui estou eu com mais um TAG para o blog! Porque eu adoro fazer tags.
Essa é bem básica, só responder as perguntas.
Lá vou eu!

Tag : Hábitos de leitura

1. Quando você lê? (manhã, tarde, noite, o dia inteiro ou quando tem tempo)
Eu geralmente leio a noite ou quando tenho vontade.

2. Você lê apenas um livro de cada vez?
Prefiro ler um livro de cada vez mesmo, para não confundir as histórias. Mas, quando se trata de fanfic ou as originais que eu leio online, ai são várias ao mesmo tempo.

3. Qual seu lugar favorito para ler?
Meu quarto! Em segundo lugar, a varanda. Terceiro, o carro. (risos)

4. O que você faz primeiro: lê o livro ou assiste ao filme?
Depende muito. Na real, não é uma coisa que eu ligo e pode variar. Posso ler o livro e ver o filme depois ou vice-versa. Não sigo sempre a mesma ordem.

5. Qual formato de livro você prefere? (áudio-livro, e-book ou livro físico)
Eu tenho preferência por livro físico, depois e-book.

6. Você tem algum hábito exclusivo ao ler?
Eu preciso de silêncio. Eu não consigo ler ouvindo música como algumas pessoas fazem.

7. As capas de uma série tem que combinar ou não importa?
Claro que tem que combinar. Senão sai do padrão e fica uma bagunça.

Hipérbole

quinta-feira, 24 de julho de 2014

Eu sou esse eterno exagero! Essa eterna hipérbole.
Eu sempre exagero um pouco demais nas coisas que faço. Sempre dramatizo mais ou coloco uma dose maior de aventura do que realmente aconteceu.
O que eu posso fazer?
Eu vivo em um mundo onde as pessoas exageram, onde as pessoas são egoístas e só se importam com os seus problemas. Acrescentar um pouco não faz a mal a ninguém!
Afinal, quem é que não gosta de extrapolar um pouquinho?
Falar um pouco demais? Ler um pouco demais? Cantar e dançar um pouco demais?
São esses exageros que nós fazem mais felizes, faz-nos sentirmos mais vivos!
Se tudo for feito na "medida certa" acaba até ficando um pouco monótono.

Invisibilidade

quarta-feira, 16 de julho de 2014

Sabe quando você fica invisível?
Ninguém nota você. Nenhum pensamento ou fala sua alcança alguém.
Se sente falando sozinho, com as paredes, qualquer outra coisa, menos com outra pessoa.
No meio de uma conversa em grupo, você repete várias vezes a mesma frase e parece que vocês está com botão mudo ligado. Então desiste de falar!
Suas publicações na internet são sempre vítimas da ignorância das pessoas. Pode até ser algo interessante, mas acaba passando despercebido, do mesmo jeito que você algumas vezes.
Sempre ignorado. Sempre meio de lado. Isso não dá uma certa sensação de ser invisível?
Sempre parece que você não está em lugar algum e isso é frustrante. Dá até uma certa solidão!
E de maneira forçada, você acaba acostumando a essa invisibilidade.
Para de falar, para de fazer as suas publicações.
Só te resta ser um mero observador de tudo o que acontece ao seu redor!

Review SHOUMEI

quarta-feira, 9 de julho de 2014

Opa, mais uma review de álbum. Dessa vez da linda da Eri Kitamura.
Este é o segundo álbum dela, que saiu no dia 12 de Abril de 2014. Sendo que ele foi adiado nesse meio tempo. Originalmente, o lançamento seria em Março.
E daquele jeito que vocês já conhecem.

1. 証×炎 -SHOEN- (Akashi×Honou -SHOEN-)
Essa foi a música que promoveu o álbum e mostrou ao que ele veio.
Tem mais ou menos uma pegada da Wagakki Band. Ela tem alguns instrumentos clássicos junto com os modernos. E ela tem o jeito rock característico da Eri.
Simplesmente amo o jeito que ela canta "Shoen... Shoumei".
O clipe também tem um visual de japão antigo. E eu curto bastante!

2. 月詠ノ詩 (Tsukuyomi no Uta)
Ela é bem mais calma se comparada com a música anterior. Ela tem um refrão bem marcante.
É aquele tipo de música que me faz pensar em um casal de anime que sofre bastante para ficar junto. Romance está no ar!

3. Nonfictionista
Tem um toque de jazz e eu imagino Eri cantando em cabaré quando a ouço.
Eu simplesmente AMO o refrão dessa música. Só de ouvi-la dá vontade de dançar.

4. Destiny
Essa é a primeira single track do álbum. Ele tem o estilo da Eri. Sou até suspeita para falar, amo esse estilo mais rock que ela tem.
Eu gosto bastante dessa música. Tem o toque de anime, porque justamente faz parte de um.
No clipe, vemos a Eri perdida e encontrando um castelo. E a música deve falar sobre. (Viver sem tradução é uma merda!)

5. Birth
Outra single track do álbum. É bem mais rock do que anterior. Também abertura de anime.
Presença de guitarras e um coro bem legal durante a música.
Vontade de pegar o microfone e soltar a diva!

6. Sha-le-la
Ela começa lenta, com uma batida e depois vem o rock que só a Eri sabe fazer.
Tem um refrão bem legal. Tem horas que ela dá uma diminuída e voltar a ter a guitarra forte.
Mais uma que faz eu soltar a minha vida.

7. PIXY
Ela começa bastante agitada e me fazendo bater a cabeça e me faz isso em algumas outras partes. Ela é bem animada e rock. Talvez até lembrando alguma chara song.
Consigo imaginar os japas pulando com as lanternas deles enquanto a Eri cantar essa música.

8. STARLET SEEKER
Começa bem lentinha e você pensa que vem uma balada lenta por ai, só que... Isso aqui é Eri Kitamura, tem que ser rock. Tudo bem, essa puxa mais para um pop rock.
Quando ela vai agita, você percebe a presença do piano, como a pessoa estivesse tocando com todo a vontade.

9. sentiment
Ela tem um introdução bem legal e é bem pop rock. É bem balada!
As músicas nunca consegue perder o tom de rock que tem. Os refrões se agitam, sempre!
Parece a personagem do anime cantando para a paixonite dela. haha

10. Friend
Não sei o porquê essa música me lembra alive, do álbum anterior. O que toca no fundo do refrão me lembra muito. Fico esperando o "OHHH... Yeah!"
Essa música é agitada, mas não rock assim. (Esse parte do álbum cai um pouco mesmo.) Tem um clima meio de verão. Presença do piano de novo.
Não sei explicar, mas eu gosto bastante dela. Tem o jeito anime que eu curto.

11. Miracle Gliders
A terceira e última single track do álbum. Ela é bem animada e tem um clima de summer song, deve ser porque o clipe se passa em uma praia.
Eu gosto bastante dela, assim como todas os outros singles dela.

12. Pleasure→Link
Primeiro, esse nome me lembra TOON→GO→ROUND da Minorin. Mas é só o nome mesmo!
Eri faz a vozinha de personagem de anime embalando esse pop rock que faz você pular até dizer chega. (Partiu Animelo para ver ela cantar isso!)

13.\m/
Essa música tem mais presença de instrumentos clássicos + modernos. Eu posso ouvir o meu famoso "gayageum" e a "flauta".
Ela é animada e divertida. E tem presença da guitarra que eu adoro! E moeeeee!
Dá vontade de sair cantando!

No geral, SHOUMEI é um álbum bem rock e ótimo de se ouvir. (Gente, quantas vezes disse rock nesse post?)
Ele é do jeito e da forma da Eri Kitamura que eu gosto: ROCK! Para mim, é a palavra que resume o estilo musical dela. Quanto tô com vontade de pegar as guitarras e bater a cabeça, é ela que eu procuro na playlist.
Este álbum é tão bom quando o primeiro: RE;STORY.
Claro que ele é diferente, porque tem essa mistura de antigo e moderno em algumas das músicas.
Espero que tenham gostado! (Beijos da entendedora de música. -sqn)

200 posts - TAG: 200 Posts!

quarta-feira, 2 de julho de 2014
O blog está comemorando sua 200º postagem.
E para fazer uma comemoração digna, eu criei uma tag especialmente para isso.
O nome da tag é: 200 posts. (Bem óbvio né?)

Regras:

1- Essa tag pode ser feita ao atingir duzentas postagens no blog ou ao se completar um intervalo de 200. (100 à 300, por exemplo.)
2- Deve-se responder as perguntas feitas olhando a lista de postagens e estatísticas.
3- Caso queira, repasse para alguém.

Perguntas:

1- Qual é a postagem nº 1?
A primeira postagem do blog é a minha apresentação e apresentação do blog. Tudo o que ele é o que ele fala sobre.
São para os meus textos aleatórios. O post tá aqui.

2- Quem você era 200 posts atrás?
Eu era uma garota de 18 anos, estudante de letras, que tinha um conta no otaku e queria postar coisas legais por lá e também em um blog. E que se sempre teve bastante criatividade para isso.

3- Você mudou nesse tempo? Quem é você agora?
Obviamente que sim. Eu terminei a faculdade e estou fazendo outra. Também finalmente consegui meu primeiro conto a ser publicado. 
Muitas histórias vieram também, mas nunca deixei de escrever.

4- Qual a postagem que mais gosta entre todas essas?
A mais mais? Quem me conhece sabe que isso é impossível. Mas eu gosto bastante do post sobre o "mundo blogueiro antigo", este aqui.

5- Qual a postagem mais comentada ou com mais visualizações?
Com 7698 visualizações: Pocahontas. 
6- Qual mais gostou de fazer?
Este! Porque, cara, EU AMO A ZUEIRA! hahahaha

7- Tem algum post que atualmente olhe e se pergunte: "Mas que merda é essa? O que eu tinha na cabeça?"?
Geralmente são os posts de desabafo, porque eles vêm em momentos de raiva. Ai a raiva passa e eu fico me achando a maior babaca do mundo!

8- Qual a postagem que está no meio dessa lista?
É "O livro da vida". Foi um momento de epifania total. Gosto bastante desse texto.

9- Seu blog também mudou nesse tempo? (Em relação a layout, tipos de postagem)?
Mudou sim e bastante até. Antes só tinha posts de textos que eu fazia e algumas coisas nostálgicas.
Agora tem review de filmes, álbuns, tags.
Também usava um layout gratuito do Evelyn's Place e com muito sacrifício consegui fazer um layout para cá. Agora estou até me dando melhor com a nova versão do blogger.

10- Como você imagina blog daqui daqui 200 posts?
Bem, mais bonito e com mais visitantes (rezando!). Com uma outra repaginada, mas sem perder a essência do blog. Eu espero que eu realmente ainda tenha bastante coisas para falar sobre.

Bem, pessoal, essa foi a tag. Espero que tenham gostado. E sintam-se a vontade para fazer.
Happy 200 posts e que venham mais 200, 300, 400...
Beijos!

Dicas para escrever: Enredo, Título e Sinopse.


Eu sei que em um dos postas anteriores eu falei sobre como dicas para escrever não me servem.
Mas quem sabe eu não posso ajudar alguém dando dicas? É isso mesmo o que eu vou fazer!
Vai daquele meu jeito mesmo. Posso até ser formada em letras e tal, mas eu não quero ficar explicando coisas em linguagem muito erudita, porque ai, ninguém entende nada.
Eu vou focar em para quem é ficwriter e publica pelas interwebs. Mas, não significa que não servirá para quem almeja uma publicação normal (na editora, toda bonitinha.)
Vamos começar por três pontos, que são os que eu acho mais importantes para se começar uma história: Enredo, Título e Sinopse.

Enredo

Não vai ser o título primeiro, Anelise?
Não! Antes de você dar um título a sua história, primeiro precisa saber do que ela se trata e do que ela falará e como ela caminhará até o seu final.
Em um Romance, o gênero literário que tem vários personagens e cenários e cronologia e mais um bla bla bla todo, o enredo geralmente se constrói em quatro pontos principais: Apresentação, Complicação, Clímax e Desfecho. (Isso vale para conto também.)
São esses quatro pontos que serão seus guias durante a história. Acho que os nomes são bem autoexplicativos. Eu vou criar um exemplo, bem bobo, para vocês entenderem melhor.
Apresentação: Ingrid é uma menina que sempre imaginou demais as suas brincadeiras e em mais um dia ela brincava.
Complicação: Ingrid começa a se aventurar a fim de salvar um reino de um malvado terrível.
Clímax: A luta de Ingrid, arriscando totalmente sua vida, com o grande vilão.
Desfecho: Reino salvo e a mãe observando aquela menina sorridente.
A grosso modo, é mais ou menos isso.
Não precisa seguir a risca os quatro pontos acima, afinal, eles deixam bastante espaço vago no próprio enredo, ainda mais se tratar de uma história com mais 40 capítulos, por exemplo.
A dica que eu dou é: Crie pontos-chave para a história. Alguns partes que serão importantes para o desenrolar do enredo.
Por exemplo: Ingrid passará pelo pântano; Ingrid descobre que tem poderes mágicos; Ingrid encontra um mascote.
Eu faço esse tipo de coisa com os capítulos, chama-os carinhosamente de capítulos-chave. São eles que fazem a história andar ou, de vez em quando, dar uma volta maluca. :3
Acho que com isso, vocês já devem conseguir ter uma ideia de como fazer. Qualquer dúvida é só perguntar.

Título

Agora sim, ele, o título!
Agora que você já montou e organizou a ideia da história quando construiu o enredo, é só escolher um título, certo? Eu sei que não é fácil assim! haha
O título pode variar do mais clichê possível até algo sensacional. Mas opte por algo mais simples e mais comum, caso tenha dificuldade.
Vou criar alguns títulos para a minha história de exemplo. Como se trata de uma menina que "vive" uma aventura no seu quarto, posso usar o essa ideia de viagem e tal.
Exemplos: A grande viagem de Ingrid; Ingrid e o reino obscuro; Ingrid, a poderosa maga.
Pode-se perceber que em todos os exemplos eu usei a nossa personagens principal e também a brincadeira dela. (Eu particularmente achei a primeira ideia bem melhor.)
Outra dica que eu dou é: Evite usar nomes de música e até inglês. (Ok, a parte do inglês é porque eu não gosto.)
Estou dizendo isso porque eu sei que tem gente que liga o modo aleatório para escolher o nome da história e obviamente pode acontecer de não ficar nada com nada, algo sem nexo.
No caso do inglês, só se realmente você tiver certeza do que está escrito e se tem a ver com a história.

Sinopse

Eu sei que muita gente tem dificuldade nisso, mas é mais fácil do que parece.
Basicamente é um resumo do início da sua história. É um apresentação + complicação. Vai dizer do que a história se trata e o que acontece, sem dar spoiler. E se pode fazer uma pergunta no final para atiçar a curiosidade, porém isso não é regra.
Farei meu exemplo para vocês entenderem melhor.
Sinopse: Ingrid é uma menina de 6 anos que, por ser muito criativa, sempre cria muitas aventuras em seu quarto. E em mais uma tarde, um reino sofre por conta de um mago malvado que quer tomar o lugar do rei e instalar o caos naquele local. Cabe a Ingrid salvar o reino do malvado mago e restaurar a paz. (Pode-se colocar a pergunta: Será que ela conseguirá?)
Viram só? Eu usei parte do que eu montei lá no enredo e criei a sinopse.
E não se preocupem em fazer algo muito grande, algo em torno de cinco linhas tá de bom tamanho.
E não se esqueçam: Nada de dar spoiler!


Bem, pessoal, essas foram as dicas de hoje. 
Por favor, não tomem isso com uma verdade absoluta. São apenas dicas para dar uma luz para vocês. Também mostrei do jeito que eu faço, pode ser que você também descubra o seu.
E qualquer dúvida, é só perguntar.
E, caso queiram, eu faço outro post com mais dicas, sobre outros pontos. Ok?
(E desculpa, Ingrid, por usar seu nome. Você sabe que eu te amo né? haha)
Beijos!