Good Morning Call

terça-feira, 25 de abril de 2017

Vamos falar de mais doramas: sim ou claro? haha Enfim... Eu sempre demoro a falar dos doramas que assisto aqui no blog. Estamos no final de Abril e este eu vi no final de fevereiro, lá no meu mês grátis da Netflix. Alias, este dorama é produzido pela Netflix com a Fuji TV.
Falaremos hoje sobre Good Morning Call, que como todo bom dorama japonês tem que ser baseado em um mangá, de mesmo nome. =D
Temos dois adolescentes, Yoshikawa Nao e Uehara Hisashi, que acabam caindo em um golpe imobiliário e descobrem que alugaram o mesmo apartamento. O golpe só foi percebido no dia da mudança, quando eles compararam os contratos. Então, resolvem morar juntos, pois os dois não teriam condições de bancar um apartamento daquele tamanho sozinho, dividindo facilitava.
Eles inclusive são alunos da mesma escola e se descobrissem que eles moravam juntos podia haver expulsão para os dois. No começo é segredo, mas a Nao é doidinha e no fim o ciclo social todo deles sabe.
Alias, este dorama tem personagens maravilhosos. Meus favoritos são o Daichi-senpai e o Abe. Daichi é amigo de infância da Nao e Abe é o garoto que mais tomou foras de meninas na escola, já que ele se apaixona sempre e se declara sempre também. Pelo menos ele tenta!
Temos a Marina e o Mitsuishi que são os melhores amigos da Nao. Issei que é o menino do restaurante de ramen, onde Nao acaba trabalhando.
Se fosse um anime seria um shoujo slice of life mesmo. Tem todo o drama escolar, todo o romance que eu gosto de ver. Mesmo que algumas ações de animes me irritem em dorama, até que aqui é algo aceitável. Chega a deixa a Nao fofinha!
E posso confessar outra coisa? A legenda da Netflix tava com muitos erros e que me incomodavam direto. Bem, o Uehara e a Nao se chamavam pelos sobrenomes por conta da falta da intimidade. Quando era a Nao de boas, Uehara na legenda, mesmo que eu prefira até que coloquem a partícula de tratamento kun. E quando o Uehara ia chamar a Nao, ele usava Yoshikawa e aparecia Nao na legenda. AI MEU PAI! Sem contar erros básicos de japonês né? Nem lembro! E o pior era os "Não, Nao" e eu "buged" total.
Precisa revisar as legendas da Netflix. Na boa! Até uns erros de dorama coreano já peguei.
Deixando este problemas de lado, o dorama é maravilhoso! Eu cheguei a ficar triste quando acabou.
Nao é a típica mocinha de anime, Daichi é o nosso senpai mozão que faz a gente torcer por shipp errado (ou torcer para você ficar com ele), e Uehara é o típico cara arrogante de dorama/anime que a protagonista cai loucamente apaixonada, mas no caso do moço, ele é meio ressentido com algumas coisa, então essa arrogância toda é só fachada.
E sim, uma coisa em comum entre o casal é pudim. (E isto é um sinal para ver Hana Yori Dango.)
Mais um dorama que recomendo! 

1 comentários :

Tamara Mansur disse...

Oláá! Tudo bem?
Adorei saber que tem na Netflix! Facilita muito as coisas para mim!! hehe
eu já tinhaa té visto por lá, mas não parei para ver do que se trata.. agora gostei e vou tentar assistir! só fiquei triste com isso que você falou dos erros das legendas.. eu provavelmente, nem vou perceber essas coisas e entender tudo errado mesmo..
beeijo

http://lecaferouge.blogspot.com.br/