Dororo

terça-feira, 30 de junho de 2015

Lá vou eu falar de um filme asiático que vi tem uns anos: Dororo.
O filme é de 2006, mas eu gosto dele até hoje, tanto que já vi de novo algumas vezes.
E obviamente, é baseado em mangá de mesmo nome e que eu nunca li.
A história começa com um Lorde, que depois de uma batalha, vai a um templo (acho que é um) e pede ajuda de 48 demônios para vencer a guerra e salvar o seu clã. Os demônios pedem um pagamento e o Lorde oferece as partes do corpo de seu filho que está para nascer.
A criança acaba nascendo totalmente esquisita, um cotoco, como dizem. Sem braços, pernas, olhos e mais outras partes do corpo. E ela acaba sendo jogada "fora" no rio. Uma coisa bem Moíses, desce o rio em uma cesta. Um curandeiro encontra o bebê e resolve criá-lo como filho. Ele faz algumas experiências e as faz na crianças, enquanto ela cresce. E sim, o nome da criança da Dororo.
O curandeiro usa partes de cadáveres para construir um corpo para o garoto. E também o ensina a lutar e se movimentar com todas as limitações que ele tem.
Anos mais tarde, Dororo acaba sabendo da história dos demônios e sai em busca de vingança e de seu corpo de volta. No meio desse caminho, ele encontra uma ladra que passa a acompanhá-lo em sua vingança. Essa menina da a veia cômica da história.
Dororo é um filme bastante fantasioso, mas é muito divertido e bom de assistir. Você torce para que o ele recupere logo as partes do corpo e se torne "completo".
Uma das coisas mais legais do filme é você ver a descoberta que ele tem a cada parte devolvida. Ainda mais quando é o coração. :3
Os efeitos do filme não são lá essas coisas, mas a gente releva porque o filme é bem legal em muitos outros pontos.
Não vou ficar falando mais muito coisa, não quero dar spoiler. Dororo é um ótimo filme! E tem uma raridade nele: Ele tem dublado! haha Mais um ponto a favor para ver.
Uma pena que o filme acabou ficando com uma pegada para continuar, mas não saiu uma segunda parte. =(



Tag: Campanha Literatura Brasileira

sábado, 27 de junho de 2015

Mais uma tag. Peço que me perdoem ter tantas tags em tão pouco tempo, junto final de período + indicações para tags. haha
Enfim, quem me indicou para essa tag foi a Fran do My Queen Side. Obrigada pela indicação, Fran!

Regras:
1 - Responder às perguntas;
2 - Anexar o selo da TAG;
3 - Indicar 10 blogs para responderem;
4 - Colocar o link de quem te indicou;
5 - Seguir meu blog (Ane-chan's Shizen?);
6 - Se responder à TAG, deixar um comentário indicando o link para eu acessar e seguir seu blog de volta.

1) Qual(is) livro(s) nacional(is) você mais gostou de ler?
Estaria mentindo para mim se não colocar Poderosa aqui (e em qualquer outra tag.) É o meu livro favorito sim! E eu grito para meio mundo ouvir isso.
Outros que gostei muito foram Garota Replay,  Fala Sério, filha! e Fala Sério, amor!.

2) Qual(is) os escritor(es) brasileiro(s) que você mais gosta?
Sérgio Klein, infelizmente já falecido. =( RIP!
Thalita Rebouças, Tammy Luciano e Clarice Lispector. (Porque a gente tem que ser clichê na vida.)

3) Recomende um livro nacional ou mais que você acredita que todos poderiam gostar de ler! 
Putz... Difícil! Poderosa!!! Mentira. Citar duas vezes na mesma tag é sacanagem. haha
Acho que O diário de Clarinha, talvez até o E, para o resto da vida...  porque são livros tão lindos.

4) Você já leu algum livro da literatura clássica? Qual? Gostou?
Vidas Secas, Capitães da Areia são exemplos. Tem muita coisa da nossa literatura mais antiga que é realmente muito boa. E fazendo um adendo, eu juro que tentei ler Dom Casmurro, mas olha, como eu arrastei a leitura, por 30 páginas. Foi uma auto tortura praticamente.

5) Qual(is) gênero(s) literário(s) dos livros nacionais que você costuma ler?
Acho que eu leio muito slice of life. haha Talvez um juvenil ou jovem adulto mesmo. =D
Depende do que vai me interessar, mas o gênero acaba variando.

6) Qual sua literatura preferida: a literatura estrangeira ou nacional? Por quê? 
Para mim, tanto faz! Desde que a história me interesse, não importa de onde vem. :3

7) Faça uma poesia de lombada com os seus livros nacionais ou com livros nacionais que já tenha lido! (Não esqueça de deixar o nome do autor ao lado do título, faça a poesia postando um título abaixo do outro.)
A ladeira da saudade, Ganymedes José
Amor ou amizade?, Carmen Lucia Campos
Garota Replay, Tammy Luciano
A droga da obediência, Pedro Bandeira
Era uma vez minha primeira vez, Thalita Rebouças
Fala sério, amor!, Thalita Rebouças
Fala sério, filha!, Thalita Rebouças


8) Escolha a sua capa preferida entre os livros nacionais que você conhece!
Garota Replay! :3 (Uma capa com desenho, raridade.)

9) Qual o nome que mais te despertou curiosidade entre os livros nacionais até hoje?
Nome de livro? Nome de autor?
Ok, serei sincera. Espadachim de Carvão! :3

10) Qual o nome mais estranho de um personagem de um livro nacional que você leu até hoje?
Gente, por favor, obviamente é Macabéa. Não há nome mais bizarro que esse! E acho que também não há personagem mais sofrida também. A bichinha sofre!

Bem, pessoal, essa foi a tag. Espero que tenham gostado. E eu não tenho ninguém para indicar a responder esta tag também.
Sinta-se a vontade se quiserem fazer também!

Minhas breves experiências com o Wattpad

terça-feira, 23 de junho de 2015
Eu fiz a minha conta no Wattpad entre o final de 2014 e o início de 2015. Acabei fazendo por fazer mesmo e para ter um lugar a mais para postar e divulgar os meus amados filhos.
E o que descobri por lá? Na verdade, tá mais para: O que eu sofri por lá. #brinks
Eu não escrevi nada para lá, apenas passei o que tenho no Nyah Fanfiction e no Contos Anê Blog para lá. E sinceramente, acredito que esteja recebendo o mesmo feedback, que é quase nenhum, que no Nyah. É um voto ali, um comentário aqui e só!
Uma das coisas que mais gostei do Wattpad é justamente o sistema de votos. Ele meio que é "anti-fantasmas". Se a pessoa tem um pouco de vergonha e não faz a mínima ideia do que comentar, só vai lá e vota.
Não senti muita diferença da recepção de lá, talvez até porque eu não interaja muito. Apenas estou lendo uma história por lá.
Eu gostei bastante da plataforma e achei ela bem interessante e que atende bem as suas necessidades. Exceto que tem umas horas que dá umas travadas, mas considero isso normal em vista no Nyah!
Gostei muito dos comentários que recebi por lá, foram até um pouco melhores do que as palavras solitárias que recebo em outros comentários.
Eu só acho que lá está um pouco saturado de histórias eróticas. Eu afirmo isso levando em conta as postagens que vejo rolando no único grupo do wattpad que tenho no facebook. Quanto foto com quase nudez rola por lá.
Ainda bem que eu já conheço, tem muito tempo, a maravilha que é o hentai. E já achei coisas muito bem escritas e totalmente fora do clichê. (Já li hentai com judocas, gente. Aquilo foi perfeito.)
Eu sei que tem ocorrido uma mudança de regras por lá e que muita gente tem sido prejudicada até pelas faltas de notificações que realmente chegam aos seus seguidores.
Eu não tenho do que reclamar. Considerando que algo no +18 já fica meio as escuras. Só acho meio injusto com as minhas histórias que não apresentam conteúdo adulto. Tá praticamente a mesma coisa do Nyah! =D E não é por falta de divulgação. Já perdi as contas de quantas vezes eu jogo esses links diariamente e até semanalmente.
Eu sei o quanto é difícil se divulgar e se destacar no meio de um monte de livros que tem no Wattpad. Mas eu faço o que posso!
As experiências que tive com o wattpad foram sim boas. Espero que melhore!

Tag: 8 coisas!

sábado, 20 de junho de 2015
Trazendo mais um tag para o blog! :3
E eu gosto de pegar algumas aleatórias por ai para poder fazer algo diferente. Acabei achando essa que se chama Tag das 8, mas decidi mudar para 8 coisas. A ideia é a mesma.
As regras são óbvias, responder cada um dos itens. Bora lá!

1- 8 coisas para fazer antes de morrer.
 Lançar meus livros; Visitar o Japão; Ir a um Animelo Summer Live; Ir a qualquer show da Minorin; Aprender japonês; Encontrar o sutiã perfeito (Sério!); Ter uma filha chamada Julie; Dublar alguma coisa. (Nem que seja o Seiyus! haha)

2- 8 coisas que você ama
Animação em geral; J-music; Seiyuus; Namorado; Animais; Mangás; Livros; Escrever.

3- 8 coisas que você odeia
Muito barulho; Gente hipócrita; Funk; Fazer algo que não quero; Salto alto; Que sujem as minhas lentes do óculos; Ter que parar ouvir uma música na metade dela; Gente que me manda fazer caligrafia.

4- 8 coisas que você fala
Ai que ódio!; Oh, please, someone kill me!; Esse é um dos. (Quando alguém pergunta: Esse é seu livro?); Chupar uma rola ninguém quer! (Momentos de ódio.); Ir pro cacete ninguém quer! (Momentos de ódio.²); Tá, beija logo. (Assistindo dorama/anime.); Ai meu OTP, senhor!; Beijo, beijo. Tchau, tchau. Cheerio! (Nos vídeos.)

5- 8 makes/roupas que você não vive sem
Calça jeans; bermudas; camisetas; chinelos; tênis; pijama; sutiã; vestidos.
(Vê-se logo que eu detesto maquiagem.)

6- 8 objetos que você não vive sem
Óculos; Papel; Caneta/lápis; Computador; Mangás; Livros; Fones de ouvido; Pente.

7- 8 filmes/livros/jogos/séries que você ama
Saint Seiya; Sailor Moon; Suzumiya Haruhi no Yuutsu; Poderosa; Fadas da Areia; Okami; Street Fighter; Helter Skelter.
(Aqui dava para fazer 8 de cada "item" no tópico.)

Bem, pessoal, essa foi a tag. Espero que tenham gostado!
Sintam-se a vontade para fazer no blog de vocês.

Planos mentais anulados

terça-feira, 16 de junho de 2015

(Mais uma sessão desabafo, gente. Porque isso se faz necessário de vez em quando.)
Sabe quando você acorda todo dia de manhã e decidi o que vai fazer? Ou até mesmo pouco antes de dormir, você fica pensando no que vai fazer no dia seguinte?
Pois é, eu faço isso. Monto planos para o que farei no dia seguinte mentalmente.
Obviamente, são simples coisas minhas e que eu não comento com ninguém. Afinal, porque vou ficar incomodando alguém com isso?!
Enfim, ai chegamos no dia seguinte. E lá estou eu fazendo minhas coisas, sem incomodar ninguém. Chega uma pessoa maravilhosa e fala assim: Preciso de um favor seu. Geralmente é a minha mãe!
Como eu sou uma pessoa muito educada e prestativa, ou caso contrário levo uma surra (haha), eu atendo ao pedido. E é impressionante como na maioria das vezes é algo que vai me tomar um tempo razoável, onde eu poderia estar escrevendo ou gravando alguma coisa, arrumando postagem no blog ou lendo. Então tenho que parar tudo o que estou fazendo e atender o pedido da pessoa.
Outro exemplo é quando quero ir a algum lugar e bem, eu dependo de carona para isso ou espero uma eternidade pelo ônibus ou me exercito andando. Só que aqui em casa sempre tem algumas entregas para chegar, e sim, são de mamãe. Então, eu tenho que ficar em casa para receber.
E novamente, meus planos de fazer qualquer coisa se vão pelos ares.
Não adianta montar esses meus planinhos na cabeça. Tipo: Ah, amanhã vou postar no blog, vou ler um pouquinho e arrumar o meu quarto. Sempre vem algum (desculpa) filho da puta para arruinar todos os seus planos, porque simplesmente acha que os dela são mais importantes.
Quanto tempo eu fiquei para faxinar o meu quarto da última vez. Era saída para jantar, almoçar. Era festa, era tudo!
E por que estou falando isso? Aconteceu hoje de novo e isso me irrita! (Tipo o gif no início!)
Pode até ser egoísmo meu querer que meus planos não sejam atrapalhados, mas poxa, as pessoas não sempre fazem coisas para elas mesmas. Eu também tenho esse direito!
Direito ao meu espaço, aos meus planos, as minhas coisas! Sem que ninguém venha se meter ou me mandar fazer outra coisa.

Eis o que tenho vontade de fazer...

Tag: Sua vida em livros

sábado, 13 de junho de 2015
Perdoem-me, mas essa semana estou um pouco ocupada com as provas da faculdade e também o dia dos namorados. (Vide que sai com meu namorado ontem!)
Vou deixar uma tag que eu gravei ano passado no meu canal do youtube. Espero que gostem!
(E sim, eu citei Poderosa. haha)


Top 5 #5: Seiyuu mais engraçados

segunda-feira, 8 de junho de 2015

Pessoal, mais um top 5 aqui no blog. E sim, vamos ter coisas referentes a animes de novo. Não de anime propriamente dito, mas a primeira coisa que se pensa quando se ouve a palavra Seiyuu é anime mesmo.
Mas esses seres são de uma raça que tem a comédia na veia. (Só falando assim.) Com eles é "zueira never ends"! Todos os sites e páginas de seiyuus que eu vejo na internet me provam isso!
Todos eles são muito engraçados, mas tem uns que são demais.
Admito que o top 3 já tinha, mas foi difícil montar o 5.
Vamos ao top!

5- Ayahi Takagaki
A única mulher e também não é para menos. É mais como menção honrosa mesmo. Os homens tendem a ser os mais engraçados. Eu vi uma apresentação da Ayahi, lá no show do Sphere, acabei rindo mesmo.

4- Takahiro Sakurai
O senhor da casa dos 40 anos. Sim, 40 anos! Takahiro é das caretas e também das cenas engraçadas. Eu coloquei ele aqui porque ele está na melhor cena do Tokyo Encounter ever, que conta também com outros dois que também estão nesse top.

3- Mamoru Miyano
Aqui já começam os: Se não fosse seiyuu, era comediante. Miyano é um deles! E muitas de suas pérolas estão no youtube, é só procurar: Piyo-chan, Koi Wa Step Jump!, Miyano y su solo pandero. São tantas que eu até perco a conta. E por muitas vezes, eu pego me perguntando: Como é possível que esse cara seja o dublador do Light Yagami? E a risada do Miyano supera a do Raito.
(Alias, é aniversário dele hoje, 8 de Junho. Parabéns, Miyano-kun!)

2- Yuuichi Nakamura
Aqui já é panelinha. haha Enfim, Youkyan (apelido) é o BFF do Tomokazu Sugita. Eles fazem quase tudo juntos, ou melhor, tudo. (Toca Bromance.) São tão shippaveis quanto o Daisuke Ono e Hiro Kamiya. Mas eles eu enxergo como amizade, sei lá o porquê.
O Nakamura se complementa com o Sugita e eles rendem muitas cenas ótimas no Tokyo Encounter. Youkyan é engraçado sim!

1- Tomokazu Sugita
E aqui está ele. Sugita não se compara a ninguém quanto a essa questão. Sugita é engraçado e fala muita merda, mas muita. E toda a sua comédia passa também para os seus personagens. Ele dubla nada mais nada menos do que Gintoki Sakata de Gintama, que é um dos animes mais engraçados que existem. Ou melhor, ele é o Gintoki. haha
E sim, Sugitan faz todas as mesmas caretas e expressões do personagem enquanto dubla. Isso dá mais realidade a coisa. (Vejam o Kanashibari. É épico apenas!)
E tem poucas semanas que esse homem quase me mata de tanto rir numa das cenas de Nagato Yuki-chan no Shoushitsu, na parte em que o Kyon canta no karaokê. Eu tive que parar o episódio para rir!
Sugita é serious shit mesmo! (E eu não consegui achar uma foto decente dele, só tem foto com careta. As legais são meio velhas. Essa é velha também, mas é bonitinha.)

Bem, pessoal, esse foi mais um top 5. E esse foi bem honesto. Tem um para cada lugar! haha
Esse é um assunto que vocês devem ficar boiando totalmente. Justamente porque muitos nem assistem anime, quanto mais saber que dubla fulano ou ciclano.
Como dona do Seiyuu World Brasil, eu realmente tenho que estar ligada nessas coisas. E eu aprendi a gostar disso também.
Eu espero que vocês tenham gostado!
Até a próxima!

Pessoas que me inspiram: Masami Okui

sábado, 6 de junho de 2015

Mais uma cantora dentro das inspirações (e ainda terão muitas): Masami Okui.
E no a Masami me inspira?
Tipo, as músicas delas não tem explicação não. Posso afirmar que ela é uma artistas bem na frente do tempo.
E ela também é bem versátil, as músicas dela vão de baladas e rocks. E eu gosto dos dois!
Essa mulher nasceu para fazer músicas. As poucas letras que vi tradução, eu me apaixonei.
E já as que não tem tradução nem me importam. Uma coisa que acontece é a barreira da língua ser quebrada.
A Okui-san já tem uma grande estrada como cantora, já cantou diversas aberturas de animes e continua a escrever músicas maravilhosas. Vide que tem uma música da Minorin que eu amo, Defection, que foi escrita por ela. :3
Ela também faz parte do JAM Project, é a única mulher do grupo. Mas eu a prefiro como solista.
Sem contar que ela é tipo da "madrinha" do Animelo Summer Live, ela que representa o evento e escreveu praticamente todas as músicas tema. haha
A mulher não é pouca coisa não! :3
Em vários momentos em que estou escrevendo, as músicas da Masami estão presentes.
Okui-san, sua linda!

Resenha #13: Justa Causa

terça-feira, 2 de junho de 2015

Hey, pessoal! Trazendo mais uma resenha para vocês.
E dessa vez é da primeira book tour que estou participando e também livro da Gih: Justa Causa.
Vocês podem ler o post sobre a Book Tour aqui.
E como mandam as regras daqui, deixando a sinopse para eu depois falar sobre o livro.

Sinopse: Déia vai trabalhar em uma grande empresa e conhece Diego, o senhor multinacional. Ele é lindo e ela se apaixonaria fácil por ele se não fosse apaixonada pelo Lucas seu ex. E se, o chefe não fosse tão arrogante. O que acontece porém é que os dois terão que dividir o mesmo escritório e no meio de tantos papéis e documentos acabam descobrindo que tem muito em comum.

O que dizer sobre o Justa Causa?
Primeiro que é um livro super divertido e leve de ler. Só não li mais rápido porque eu sempre acabo lendo tarde da noite e perto da hora de dormir.
Enfim, o livro conta a história de Andréia, ou só Déia, que começa a trabalhar em um escritório. E nos primeiros dias de trabalho ela vai conhecendo melhor as colegas e um belo na hora do almoço, de macarronada, o "senhor multinacional", o Diego (aka quase dono da empresa), acaba se sentando do lado do refeitório. Ela, meio encabulada, acaba saindo e deixando a comida pela metade.
E magicamente, no dia seguinte, Diego a convida para ser secretária dele. Déia reluta um pouco, mas aceita, mesmo achando o convite repentino. A partir dai eles passam a trabalhar juntos e acabam começando uma amizade.
Déia ainda era apaixonar por seu ex-namorado, Lucas, e vivia mandando mensagens para ele. Gente, foi o personagem que mais detestei no livro. Que babaca de marca maior! Eu fiquei tão feliz quando ele se deu mal! Mereceu!
O livro não apresenta nenhuma grande história revolucionária e nem um final fora do que espera. É uma leitura por diversão mesmo. E como eu ri lendo esse livro! Diego fala tanta besteira. haha
Outra coisa que senti lendo esse livro era como se lesse uma fanfic. Não sei explicar o porquê, mas parecia uma fanfic. Até comentei com uma amiga da faculdade, ela perguntou se isso era uma coisa ruim, eu disse que não. É só um detalhe mesmo! Até porque eu amo ler fanfics.
Só tiveram algumas coisas que me incomodaram um pouco: Não tinha divisão de capítulo, os pedaços da história só começavam com o capitular. E a outra: Erros de português.
Obviamente eles não atrapalharam a leitura, porque a pessoa aqui entende até português estranho traduzido do japonês pelo google tradutor. Só tenho pedantismo gramatical mesmo. haha
Enfim, essa é a primeira edição do livro e ela já até saiu de circulação, porque a segunda edição está a caminho. Eu espero que o que apontei tenha sido corrigido.
Outra coisa que me deixou chateada foi que nessa segunda edição a cena que mais gostei, que foi justamente a do hot (Hentai desu yo!), vai ser retirada.
Foi essa cena que eu li com mais empolgação e só pensava: Meu Deus, Diego. Quero você na minha cama, tipo, agora!
Justa Causa foi uma leitura maravilhosa e divertida.
Agradeço a Gih por me deixar participar da Book Tour. :3