Review Contact

terça-feira, 28 de outubro de 2014

Minorin de novo no blog porque ele é meu!
Continuando com a minha homenagem pelo 10º aniversário de carreira e também pelo 34º aniversário da Minori Chihara... Mais uma review de um álbum dela.
Dessa vez, o maravilhoso, de 2007: Contact.
Mesmo esquema de sempre. Listarei as músicas e falarei sobre!

1. Contact
Amo essa música com todas as minhas forças. Acho que todo santo dia eu penso nela e acabo cantando. (Ou na maioria dos dias.)
Tem um jeito de música-intro do álbum, deve ser isso mesmo, mas ela é música-título. Tem essa pegada meio eletrônica. Adoro!
Encabeça o álbum com muito louvor!

2. Shijin no Tabi (詩人の旅)
É aquela música do estilo da Minorin que eu adoro. É pop mesmo! Eu amo qualquer música dessa mulher, gente.
Tem a presença do violino que já é de praxe. Outra que eu também adoro cantar.

3. Futari no Reflection (ふたりのリフレクション)
Essa música tem uma pegada de anisong (música de anime.). Eu gosto bastante dela!
Imagine uma música para cantar viajando, na praia, em qualquer lugar... Essa aqui!

4. Junpaku Sanctuary (純白サンクチュアリィ)
Primeira single-track que aparece no álbum!
Essa sem dúvida, é uma das música favoritas de muitos fãs da Minorin.  Também está na minha lista de favoritas (se é que existe isso para mim).
O clipe tem essa coisa dark/light (bem/mal) que ela tinha nos clipes mais antigos. Faz falta!
Pegada pop e com violino como sempre.

5. Dears ~Yuruyakana Kiseki~ (Dears ~ゆるやかな奇跡~)
Essa música é bem calminha, se for comparada a outras que tem no Contact. E tem um quê de romantismo que não sei explicar. Acabei escolhendo ela como tema de um dos meus casais de personagens. haha #coisadeescritora
Mais uma daquelas que eu imaginei um clipe bem bonitinho para fazer.

6. Cynthia
Uma palavra define essa música: Pop. Aquela que te faz dançar e cantar junto.
Não sei o porquê, mas consigo imaginar um monte de meninas num possível clipe.
E não, não lembro da minha tia, apesar do nome estar na música. haha
"Loves me Cynthia"

7. sleeping terror
Essa música tem qualquer coisa menos sono e terror. (Ai como eu sou engraçada! Dê-me um prêmio.)
Imaginem aquela música totalmente trance... Gente, é batida para dançar até não aguentar mais. E tem toques de guitarra também.
Sempre acabo me empolgando e rebolando e soltando a voz demais. (Isso é terror para os vizinhos!)

8. too late? not late...
Esse álbum é muito batidão, gente. :3
Mais uma música agitada e com tons de guitarra. Ela é menos dark do que a anterior, porém não dá para economizar nas reboladas.
E porque ela me lembra de Yuki, Muon, Madobe, Nite?

9. Natsu wo Wasuretara (夏を忘れたら )
Música calminha também. Tem um toque de summer song, até porque tem verão no título.
Tem um clima de finalzinho de show também e dá para ouvir viajando também. (Não tanto como Voyager Train, mas dá!)
Aquela música de "Acabaram as férias".

10. mezzo forte
Palavras não conseguem explicar essa música.
Tem um estilo que só ouvi com ela até hoje. Tem os toques de violino que eu tanto gosto e tem aquele vocal que eu adoro imitar ao cantá-la.
Essa é daquelas que eu consigo soltar o meu lado DIVA! haha

11. Kimi ga Kureta Ano hi (君がくれたあの日)
Segunda e última single-track do álbum! Também faz parte das minhas favoritas dela.
Ela tem uma jeito meio rock com a presença forte do violino. Impossível eu não empolgar ouvindo-a.
Essa música foi ressuscitada ano passado como tema de Planet:Valkyrie. (Alias, o anime é baseado na música.) Minorin dubla apenas todos os personagens. haha #poderdeseiyuu
Ainda quero essa versão nova dela, que é mais puxada para o techno mesmo.
Até hoje não compreendi muito bem o clipe dela.

12. truth gift
Tem um jeito parecido com Natsu wo Wasuretara, um jeito pop e balada também.
Também tem aquele clima de praia, sei lá.
Encerra o álbum muito bem.

(Extra) Contact 13th
Primeiro, essa música não faz parte do álbum, mas tem Contact no nome, então tenho que falar dela.
Ela me dá a mesma sensação quanto escuto Ittousei. Sendo escrita pelo própria Minorin faz com que ela se torne mais especial ainda.
Foi lançada com o Message 01, que é uma das coletâneas de vídeos da Minorin.

E já se foi mais uma, espero que tenham gostado.
Só tá faltando outra e eu prometo que não encho a paciência de vocês com a Minorin por um tempo!

Tag: Espelho meu

terça-feira, 21 de outubro de 2014

Vou fazer uma tag que eu peguei aleatoriamente por ai. Justamente porque tem hora que simplesmente as ideias para postagens não chegam.
Só vou responder as perguntas. Básico!


1. Você gosta do seu nome ou mudaria?
Eu simplesmente AMO o meu nome e não o trocaria de jeito nenhum. Mas de qualquer forma, se não me chamasse Anelise, gostaria de me chamar Amélia. Sei lá, acho um nome lindo!

2. Gostaria de ser mais velha ou mais nova?
Pelo que eu entendi é questão de idade. Não! Eu gosto de ter a idade que eu tenho, apesar que querer não envelhecer. Eu sou muito apegada a data do aniversário!

3. Você queria ter nascido loira, morena, ruiva, negra ou mulata?
Eu sou uma bem conformada com a minha aparência. Adoro ser castanha! Até na questão de pele é meio assim.
Se eu pudesse teria nascido ruiva.

4. E quanto a cor dos olhos, azuis, verdes, castanhos ou pretos?
Também gosto dos meus olhos, só gostaria que eles fossem mais puxados para o cor-de-mel.

5. Seu cabelo é natural ou tingido?
Mais natural impossível! Eu amo a cor do meu cabelo. Só vou no salão para cortá-lo, o que não demora muito.

6. Gostaria de ser mais alta ou mais baixa?
Eu sou satisfeita com a minha altura, mesmo que eu reclame bastante dela quanto tenho que trepar nas coisas para pegar algo em um local mais alto.

7. Gostaria de ser mais magra ou mais encorpada?
Eu me acho magra, até já fui mais cheia. Mas eu gostaria de me livrar do meu "centro de gordura", abaixo da cintura.Sei se emagreci ou engordei olhando só esse pedaço da barriga. E aquilo me deixa tão quadrada!

8. Você é mais menininha ou mais desencanada?
Navego no meio termo! Tem horas que gosto de coisas fofas, mas não sou tão fresca assim.
E muitas vezes eu penso seriamente que eu nasci com o órgão sexual errado. haha

9. Você prefere usar calça jeans ou shorts jeans?
Short jeans. Liberdade para as minhas pernas. (Que eu gosto!)

10. Vestido ou saia?
Gosto dos dois, mas uso mais vestido!

11. Macacão ou jardineira?
Eu tenho um macacão que eu gosto de usar. Mas acho jardineira uma graça também!

12. Prefere usar, sapatilhas e saltos? ou tênis e chinelos?
Tênis e chinelo sempre! Eu sou uma pessoa prática e também preguiçosa. (E eles não machucam meus pés.)

13. Você compra mais produtos de maquiagem e cosméticos? ou roupas e acessórios?
Eu sou míope, então não consigo me maquiar sozinha. Sei passar lápis de olho e batom e é muito mal ainda.
Prefiro comprar roupas e acessórios mesmo.

14. Você se arruma mais para o dia, tarde ou noite?
Nenhum dos três. Tem dia que eu ataco de querer me arrumar e faço um penteado legal e só. Só que depende do humor e da ocasião.

15. Qual celebridade você gostaria de ser?
Provavelmente a Minori Chihara ou até a Nana Mizuki. Ser seiyuu e cantora famosa é o que há! haha

16. Se defina em 3 PALAVRAS.
Eita essa é difícil! :3
Louca, impaciente e única.

Bem, pessoal! Essa foi a tag de hoje.
Espero que tenham gostado!

Parceria: Livros e Séries

segunda-feira, 20 de outubro de 2014

Olá, pessoal! Estou aqui para anunciar hoje a primeira parceria do Ane-chan's Shizen?.
É com o blog Livros e Séries.
Tudo o que vocês quiserem saber de novidade sobre livros, cinema e séries, é só entrar lá.
O blog ainda é pequeno, mas tem um grande potencial. Está sempre atualizado. (Diferente daqui.) Então visitem lá em!
Estou muito feliz com esta parceira e tenho certeza que ainda farei muitas.
E se tiver mais alguém interessado em fazer parceira, só entrar em conta.
Beijos, Minna-san!

Apenas eu e você

segunda-feira, 13 de outubro de 2014

Não curto essa coisa de demonstrar afeto em público!
Ficar com postagem dizendo o quanto eu amo o meu namorado. E ficar postando foto com ele, com textos bonitinhos. Não sou disso!
Não quero que o mundo fique sabendo que eu amo meu namorado. A única pessoa que realmente importa realmente demonstrar o seu amor é quem se ama!
O que realmente me importa é poder estar na companhia dele e rir das coisas idiotas que falamos. Assistir um anime juntos, fazer qualquer coisa juntos.
Tudo isso importa! Apenas eu e você! Nada de terceiros assistindo o que nós fazemos ou deixamos de fazer. 
Porque o que fazemos como namorados fica só entre a gente e mais ninguém.

Como é trabalhar nas eleições?

segunda-feira, 6 de outubro de 2014

No último domingo, dia 5 de Outubro, ocorreu o 1º turno destas eleições de 2014. E no final deste mesmo mês, haverá o 2º turno.
E muitos de vocês já sabem como é quando se chega para votar lá na sua seção eleitoral. É um script já bem conhecido. Mas vocês sabem como é estar do outro lado?
E para ser bem sincera, eu conheci esse "outro lado" junto com a primeira vez que votei.
Admito que já votei inúmeras vezes junto com a minha mãe quando era infante, mas a primeira vez que votei em meu nome mesmo foi só em 2012.
E em 2012 foi também quando eu trabalhei como mesária! Vou contar mais um pouco sobre como foi a experiência. Só não garanto que lembrarei de tudo com exatidão, já tem um tempo que aconteceu.

Como foi que consegui trabalhar na eleição?
Existem duas formas. A primeira é se voluntariando para tal, a segunda é sendo convocado.
No meu caso, aconteceu o segundo, porque eu fiz o meu título de eleitora no mesmo ano. Acho que como estava "fresco", eles me chamaram.
Recebi uma ligação dizendo que fora convocada e tinha que passar lá para pegar um documento.
Nele dizia "Suplente", que é substituto. Explicaram-me que se ninguém faltasse, poderia sair de lá cedo.

E como foi no dia?
Cheguei lá umas setes horas da manhã. Havia uma outra menina, conhecida minha, que também tinha sido convocada, inclusive em mesmo cargo.
Esperamos até as oito e como faltaram duas pessoas, nós tivemos que ficar no lugar delas. Ela acabou indo para um lado e eu para o outro, até nos cruzamos algumas vezes durante o dia.
Eu fiquei um tempo em uma primeira seção, mas a tal pessoa veio e entrou, então me mandaram para a seção 505.
O que se fazia com as pessoas quando elas chegavam eram bem padrão. Pegava-se o documento da pessoa e procurava o nome, marcava para ela assinar o nome. Passava o comprovante para outra digitar o número e liberar e máquina.
Éramos quatro na sala: 1º e 2º mesárias, Secretário e Presidente. (Acho que eu era 1º mesária.)
Foi até bem tranquilo, as pessoas nesse tipo de coisa são bem mais relax mesmo.
O único ponto ruim é que antes mesmo da hora do almoço eu já estava me sentindo um total NPC. Sempre repetindo a mesma ação e dizendo as mesmas coisas. Sério, foi angustiante.
Fora isso, consegui boas gargalhadas e um pouco mais conhecimento sobre o assunto.

E o que foi que descobri a mais?
Sobre como é o processo para ir votar, que me foi útil ontem. haha
Também como é feita uma justificativa. (Mais ou menos né?)
E também sobre como é o desligamento da máquina de votação. Isso que eu achei mais legal!
Não me recordo como é exatamente, mas um código é digitado na máquina e esta imprime cinco vias de todos os votos computados por ela. Cada via tem seu destino. Uma é colada na porta, outra vai junto com a máquina. Das outras três não me recordo!

E o que isso teve de bom para mim?
Ganhei horas acadêmicas na faculdade, foram 14h, que não é pouca coisa. Um vale alimentação no valor de 21 reais, que eu usei no dia em que fui registrar um dos meus livros.
Para quem trabalha é bom que se ganham dias de folga no trabalho. Se não me engano são dois para mesário e dez dias para presidente de seção.
Você pode até "perder um domingo", mas em compensação ganha uma semana inteira depois.
Teve tudo de bom!

Admito que eu reclamei bastante quando aconteceu comigo. Mas eu tive um bom troco e só recebi ao invés de perder!
E eu servi de alguma coisa para esse Brasil. Então, por favor, não me chamem de inútil. =D

Review Parade

sexta-feira, 3 de outubro de 2014


Olha só quanto tempo que eu não faço review de álbum aqui no blog.
Pois é, resolvi que farei alguns a mais nesse meio tempo, especialmente para a minha linda, diva e maravilhosa Minori Chihara.
Para quem não sabe este ano é o 10º aniversário de carreira dela. E em homenagem farei as reviews do álbuns que estão faltando. Isso, antes do aniversário dela, em 18 de Novembro.
O que eu escolhi para o dia de hoje foi justamente o primeiro álbum dela que eu ouvi, lá em 2008: Parade.
Eu devo ter ouvido ele mais de 20 vezes, sei lá! Então esperem muitos "Como eu amo essa música". (Vou tentar me policiar quanto a isso.)
Esse álbum já até me dá nostalgia, dá saudade da escola inclusive.
Listando as músicas e comentando para vocês.
Vamos lá então!

1. Toumei Park Nite (透明パークにて)
A música-intro do álbum. Ela é bem curtinha, mas eu amo ela demais. Dá o tom upbeat que este álbum tem e que era característico dela na época.
Até tentei fazer PV fan made dela, mas não deu certo. Provavelmente tentarei de novo.

2. Voyager Train
Música que promoveu o álbum.
Imagine aquela música perfeita para embalar a sua viagem? É essa aqui!
Bem alegre e com presença de violino elevada ao infinito. Dá vontade sair cantando ela bem alto e com o vidro da janela do carro aberto, perturbando que tá passando do lado.
E 90% do mundo só percebe que isso é japonês ao ouvir o "sayonara, sayonara".

3. Prism in the name of hope
Essa música é bem animada. Ela dá uma puxadinha mais para o pop.
É bem aquelas músicas que se toca no encore do show, justamente para animar o público.

4. Fairy Tune
Só pelo nome consigo imaginar a Minorin vestida de fada cantando. Essa música é bem pop.
E o refrão é simplesmente perfeito para cantar com ela.
Ele é até um bocadinho calma!

5. Rush march!!
Uma coisa sobre esse álbum é verdade: Ela canta músicas dele até hoje. Olha que se passaram 6 anos!
Essa música é um exemplo. Ela é puxada para o rock e tem ainda a coreografia com a bandeira que eu sonho um dia fazer junto com a Minorin, num show dela.
É uma música que te joga para cima mesmo!

6. Sono Toki Boku wa Kami Kazari wo Kau (その時僕は髪飾りを買う)
Ela tem a pegada bem parecida com a do Fairy Tune.
Ela é bem levinha e tranquila de ouvir, acho a música mais calma do álbum.
Eu não consigo falar o nome dela todo até hoje. Chamo de track 6 do Parade ou só de Sono Toki mesmo.

7. Melty tale storage
Como eu amo essa música! "Ukabu desho Melty Tale".
Essa, sem dúvida, é uma das músicas mais marcantes dela. É a primeira single-track do álbum.
Ela tem o jeito semelhante de Voyager Train, com a presença de violino bem forte e o upbeat.
É uma música que empolga demais quando se canta. Não tem como não deixar incorporar! haha
Ainda quero pegar um pôr-do-sol e ficar cantando o refrão.
E tem um pedaço dela que dei uma zoada: "Se até o céu encher. Meu pai vai lá. Sumonar!"

8. Aoi Kotou (蒼い孤島)
Essa é mais agitada. E se formos analisar dos álbuns mais novo, lembra bastante Akatsuki Tsukiyo do D-Formation.
É aquela que se começa a tocar, eu tenho que cantar com muita vontade. É isso que ela faz com a gente. haha
Essa música pede muito fogo e luzes vermelhas nos shows.

9. Hikari (光)
Essa é a romântica do álbum, pelo o que parece. Sem tradução complica. Bem a pegada pop, balada.
Eu sempre imagino aqueles casais de anime quanto escuto músicas do tipo. Os que sofrem, os que se separam e os que ficam juntos.
Simplesmente amo quando ela fala "Kimi no Hikari" (Você é minha luz!), dá para sentir um fevor na voz dela que eu até imito.

10. Paradise Lost -at next nest-
Primeira música da Minorin que eu ouvir e foi amor a primeira nota. haha
Essa é a segunda single-track do álbum. E saiu quase junto com álbum também. Considerando que o single Paradise Lost é do início de Novembro de 2008 e o álbum e do final do mesmo mês o álbum.
Esses fatores sem dúvidas pediam uma versão diferente da música. Por isso, ela tem uma introdução diferente e que eu acho bem legal. (Pois é, não foi Nana que começou com isso. Aqui é Minorin, porra!)
Ela é semelhante as músicas da Minorin que nós temos hoje. Pegada de violino e rock. Impossível não se empolgar e querer cantar junto. Simplesmente amo ela! :3
Ela também é abertura do anime Ga-Rei Zero.

11. FUTURE STAR
Rock define essa música! Adoro os toques de guitarra fortes que ela tem.
E como sempre acontece, a minha diva do rock interior tem que se soltar.
É uma ótima música nos lives.
"Shinjiteru watashi no Future Star"

12. Ame Agari no Hana yo Sake (雨上がりの花よ咲け)
Essa também é single-track. E tem o mesmo estilo que Voyager Train e Melty Tale. Eu adoro o PV dela. A Minorin está tão linda nele.
A característica de upbeat e com os violinos. É a Minorin que eu sempre gostei e gosto ainda mais nessas músicas.
E vendo a tradução do título da música, o clipe todo faz sentido. haha

13. Hanataba (花束)
É a música mais longa do álbum, da Minorin, e se bobear do mundo (tá, essa pate é mentira). Ela tem quase sete minutos e vale cada segundos deles.
Essa música é bem mais calma, se for comparada com outras, e tem presença de violão e do violino em certas partes. Parece as músicas em acústico que a Minorin canta. Uma música feita com instrumentos mais simples e agradáveis para alguns.
Tem um bocado de palavras em inglês que eu nunca entendi.
Perfeita para encerrar shows!

14. everlasting...
O que dizer ela?
Fecha o álbum perfeitamente e com muita categoria.
É até semelhante a Hanataba. E quando fica em acústico, o famoso Unplugged Version, fica mais linda ainda.
É uma música que se ouvisse, ou até cantasse, ao vivo, eu ia chorar horrores. (Igualzinho a Ittousei.)
E a música que mostra o que esse álbum é para mim: Eterno.

Bem, pessoal, essa foi a minha review do Parade.
É de longe o meu álbum favorito da Minorin. Gosto muito de todos os outros, mas esse é especial, pois foi aqui que o amor por ela começou. E que me fez ser a Minorer que sou hoje.
E fiquem ligados. Em breve teremos também do Contact e do Heroine.



Epifania

quinta-feira, 2 de outubro de 2014


Sabe quando você tem aquela ideia que nem você acredita que teve?
Um ideia revolucionária, completamente maluca e que nem acredita que posso ser mesmo sua.
Tem gente que costuma chamar isso de brain storming, mas eu chamo de epifania.
Geralmente acontece quando eu estou me esforçando para ter alguma ideia boa. Vou passeando e passeando por entre meus pensamentos, quando este especial simplesmente aparece.
Um sorriso se acende no meu rosto e fico desacreditada e feliz ao mesmo tempo.
Como posso ter tido uma ideia assim? Veio de mim mesmo? Aí, que bom que veio, tava querendo.
Isso também me mostra que eu a minha mente ainda é capaz de ter boas ideias, já tem horas que eu acho que elas podem acabar.
Porém, o pensamento é sempre infinito!
Da mesma forma que ele dá voltas, ele também pode se elevar e te levar a locais que nunca imaginaria.