Ōkami Kodomo no Ame to Yuki (Crianças Lobo)

sexta-feira, 30 de maio de 2014

Lá vou eu falar sobre os filmes orientais que eu assisto.
Acabei assistindo boa parte do filme na HBO, justamente porque passava na programação a busca de algo. Mesmo perdendo boa parte do início consegui entender o filme e me encantei por ele.
Segue a sinopse abaixo!

O tema deste filme é o amor entre pais e filhos. A história cobre 13 anos e começa com Hana, uma estudante de faculdade de 19 anos, que se encontra e se apaixona, daquela forma intensa vista nos contos de fadas, por um “lobisomem”. Depois de se casar com ele, Hana dá a luz e cria duas crianças lobo — A mais velha, Yuki (neve), nasceu em um dia em que nevava, e Ame (chuva), o mais novo, nasceu em um dia chuvoso. Os quatro viviam tranquilamente em um canto da cidade, para esconder a existência de “crianças lobo”, mas, quando o lobisomem morre de repente, Hana decide se mudar para uma cidade rural, distante da modernidade.

Esse filme é de uma simplicidade e de uma beleza que não dá para explicar. É um filme tocante e divertido, com muitas cenas engraçadas por conta das situações que as crianças metem a mãe (lê-se: Yuki).
É muito legal ver a relação da família depois que o pai morre (isso tá lá em cima gente, não é spoiler), Hana fica sozinha com duas crianças pequenas e acaba se mudando para um lugar nas montanhas onde as crianças podem ser livres e poderem soltar seus instintos de lobos.
E também ela quer que eles façam coisas de humanos, afinal são meio-a-meio, como ir a escola.
A diferença de idade entre a Yuki e o Ame é de pouco mais de um ano, e podemos ver o crescimento de cada um deles, de acordo com as experiências de cada um. E como as decisões deles mudam nesse tempo. (Vocês vão me entender quando assistirem.)
E a mãe para de pensar nela e só quer o bem dos filhos, acho que toda mãe é assim.
E por favor, só peço que não estranhem o fato do filme ter essa coisa de lobisomens. É um filme lindo junto com esse detalhe.
Só recomendo que vejam o filme em japonês, eu achei a dublagem meio fraquinha. =)

0 comentários :