Casais melosos

terça-feira, 28 de agosto de 2012

Casais nós encontramos a balde por aí!
Mas tem um tipo que se manifesta de uma maneira forte, irritante e frequentemente nas redes: os casais melosos.
Sabe aquele casal que fica falando o tempo todo que se ama e nem tem tempo de namoro para isso. Quando não ficam trocando mensagem de amor e falando para TODA (para não dizer "Deus e o mundo)" a rede social que eles se amam e estão muito felizes junto e como se completam e se entendem. Como eles não vivem um sem o outro e como ficam com saudade.
Na boa, é melação demais para mim!
E infelizmente (ou felizmente?) esses não duram praticamente nada. É tão meloso que se torna artificial. 
É como eu digo: Onde tem demais uma coisa, pode apostar: Falsidade.
Se tratam de pessoas infantis, sem maturidade e fazendo fachada.
Se eu quiser namorar só para dizer que eu tenho e não estou encalhada. Sinceramente, é ridículo!
Eu namoro há mais de três e nunca fui assim com o meu namorado, nem na internet e nem no "cara a cara". A gente troca nossos beijos, nossos "Eu te amo". Temos nossas saudades um do outro, conversamos e até temos uns momentos mais amizade que namoro.  Porém, acho que faz parte!
Tem que escolher alguém que te completa e que você pode agarrar e também conversar.
Pelo menos ao me ver!
E não namorar uma paixonite para ficar de melosidade, mostrando para todos que você está apaixonada. E alguém que você nem conhece direito.
ASSIM É FODA E ME ESTRESSA!

Pseudo-escritores do Tumblr


Mais uma com o assunto escrever, que eu adoro, como já devem ter percebido. Mas tem uma temática diferente dessa vez, vamos falar de Tumblr, uma coisa que também adoro!
Com a popularização do Tumblr, muita gente começou a criar tumblr de textos. São onde as pessoas escrevem alguns trechinhos ou poeminhas de própria autoria.
Mas com pouco tempo criando esses testículos, alguns ou a maioria já se acham os melhores escritores do mundo. Consequência também do número de followers e elogios que ganham!
E geralmente escrever sobre os sentimentos bem clichê, ou seja, tudo aquilo que o povo do Tumblr quer ler. E escrevem exclusivamente para pôr no Tumblr.
Então passei a chamá-los de Pseudo-escritores do Tumblr!
Não tirando o direito de que todos tem de poder escrever e se tornarem escritores, porém antes começar a escrever para você. Porque te faz bem, porque você gosta, gosta de colocar as palavras e sentimentos para fora.
Admito, tem muita gente que escreve bem no tumblr e só por hobby.
Além de tratar de temas mais que ultrapassados, pelo menos ao meu ver. Ainda comentem os erros mais bobos possíveis, para quem tem hábito de escrever isto não deveria acontecer.
Enfim, essas pessoas devem saber o lugar delas e primeiramente pegar um dicionário ou uma gramática e ir estudar a língua portuguesa antes de sair poetizando por aí.
Para mim, quem escreve bem tem alguma noção da língua e das palavras que manipula e usa.
Com o tempo, quem sabe a gente não conversa?

Vermelho

sexta-feira, 24 de agosto de 2012

Vermelho: minha cor favorita!
Desde que me fizeram a pergunta "Qual é sua cor preferida?" pela primeira vez, eu respondia "Vrumelho".
Para mim, essa cor representa vida por ser uma cor forte e viva também.
Muitos associam essa cor ao lado ruim das coisas. Como o azul é o bem, vermelho é o mal.
Detesto esse tipo de analogia besta!
A mesma coisa que dizer que meninos devem usar azul e meninas usar rosa.
O vermelho pode ser ligada a tantas coisas melhores e mais reais, por exemplo: nosso sangue, a paixão.
Vermelho é uma cor para coisas fortes, por isso que combina comigo!

Sentir-se como um personagem

domingo, 19 de agosto de 2012


Sabe quando você fica de um jeito, mas um jeito, que você se sente como um personagem.
Mas, como assim um personagem?
Eu digo isso por ter alguma emoção ou até mesmo característica exagerada que te encaixa no contexto de personagem tal.
Tudo bem que podemos ser considerados personagens escrevendo um livro em 1º pessoa, cujo título é o nosso nome.
E não precisar ser necessariamente de livros, mas de filmes, séries e até animes.
Tão bom poder ser alguém ao extremo, exagerado, intenso. Cada um da sua maneira!
E fazer parte de uma história, a nossa própria. Onde somos protagonistas, antagonistas e heróis ao mesmo tempo.
Ás vezes fazendo um monólogo e ás vezes contando com a ajuda do elenco a sua volta!
Independente de ser ficção ou real, é tão bom viver nossa própria aventura!

Cantar

sábado, 11 de agosto de 2012


Dizem: Quem canta seus males espanta! Acredito que realmente seja verdade!
Quem mesmo sendo o mais desafinado possível, não aguenta quando está ouvindo aquela música. E ela está em uma língua diferente da materna da pessoa. Seja em Japonês, Inglês ou Coreano.
Não vai querer cantar?!
Pode ser baixinho ou gritando, CANTE! 
Deixe falar que você canta mal ou tem um péssimo gosto musical. (Geralmente comigo é por causa das duas coisas.)
Afinal, pode ser que a pessoa seja um péssimo cantor que nem você ou tenha também um gosto musical "estranho". 
E retruque com um "Eu sou o primeiro a ouvir essa desgraça!".
E se for um profissional da área de música?  Corre para as colinas! (Brincadeira!)
Independente de ser um profissional, ser afinado, entre outras coisas. Basta e deixei apenas a voz soltar e seja feliz!
Aproveita e pega o microfone. Monte um palco improvisado e faça um show de uma vez!

Números do azar

quarta-feira, 8 de agosto de 2012

Tem gente que é muito supersticiosa, é verdade!
Acham que muitas coisas que passam por elas ou acontecem dão uns anos de azar. Exemplo: gato preto, quebrar espelho, passar embaixo da escada.
Mas os números também fazem parte das superstições.
Nós acreditamos que o 13 seja o número do azar. Ainda mais quando ele vem acompanhado de um sexta-feira.
Não sei bem por que motivo é esse número, mas é verdade é que 3 mais 1 são 4.
Agora entra uma coincidência muita engraçada...
No Japão eles acreditam que o número 4 seja um número de azar, porque a palavra Shi também significa morte.
E eles levam isso tão a sério que em prédios pulam do 3º para o 5º andar. Não tem a 4º vaga no estacionamento. Entre outras coisas!
Tudo isso de número do azar nos dois lugares leva a um comum, é o mesmo número. Só que eles são mostrados de formas diferentes.
Mas que acho que azar não existe, pelo menos não em relação aos números. É só para ficar inventando história e causando polêmica. 
Deixem o 4 e o 13 em paz, eles são dois números como todos os seus infinitos semelhantes!

De volta à Lagoa Azul

segunda-feira, 6 de agosto de 2012

Eu sei que muitos vão me bater aqui, mas eu gosto desse filme. Sério!
Ele é do ano de 1991 e eu nasci em 1992. Então ele praticamente faz parte da minha vida. 
Já o vi umas 500 vezes, com a sessão da tarde colaborando com 90% delas.
Não vou falar sobre a história, afinal ela já é batida. Ela começa exatamente onde acaba "A lagoa azul". 
Com os pais de Richard e o próprio Richard sendo encontrados no barco. Os pais mortos e Richard vivo.
A mãe de Lili quem começa a cuidar dele. Surge um surto de cólera no navio e mandam os três com um marujo para o alto mar, para evitar que eles adoeçam.
O que o cara é um filho da puta! (Só falando assim.) 
As crianças ficam chorando e mesmo implorando por água, ele não dá! 
Enfim, ele ameaça matar as crianças. A mãe de Lili (esqueci o nome dela), mulher valente, mete o ferro no pescoço e mata o cara.
Sozinhos, eles chegam na ilha deserta. E passam a viver lá. (Já contei muito!)
Quando a gente é criança, não prestamos muita atenção nas coisas ou não percebemos alguns detalhes. 
Admito, muitas das piadas no filme só fui entender das últimas vezes que vi o filme. Isso é por conta da mente poluída! (Ou será que não?)
Também vem aquela sensação de nostalgia que me faz rir por metade do filme, sei lá por que.
Principalmente na parte do "O dono do coral". Aquilo é muito engraçado! 
E também mostra que homens são uns seres muito bobos. (risos)
É um filme bem parado. Mas acho que ele tem um boa história.
A trama dele entra em clímax depois que eles casam e aparece alguém que possa levá-los de volta a civilização.
Mas o clímax mesmo é quando o Richard salva a Lili do marujo estuprador. haha
É muito bonitinho ver o amor deles. Eles são uma graça!
E graças a esse filme que conhecemos a Milla Jovovich hoje. Só ator do Richard que eu nunca mais vi, mas ele é lindo, convenhamos. (Tarada MODE ON)
Eu sinto inveja da Lili, na boa...
Quem não gostaria de ter um Richard só para você? (gargalhadas)