Óculos

sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

Hoje é sobre uma coisa que me fica perdurada em minhas orelhas o dia todo, chamado óculos.
Muito usam apenas para proteger os olhos do sol, os meus são pra consertar a minha visão.
Eu tenho miopia e de grau forte. Fiz revisão a pouco tempo e aumentou para 5 no esquerdo e 5,5 no direito. (Eu sei, é brabo!) 
Eu descobri que tenho isso com 12 anos. E já até acostumei.
Posso contar algumas coisas que me irritam nesse objeto?
A forma como ele suja e por qualquer coisa. E como a sujeira me irrita.
A pessoa vai te abraçar e encosta a face na lente.
Eu esbarrar com o dedo sem querer.
Ventania.
Posso ficar aqui listando, mas vai ficar chato.
É verdade que eu sou muito chata quanto ao meu óculos limpo, ele tem que estar. Eu fico numa agonia só.
Ele não fica na perfeição, mas fica limpo na medida do possível.
E detesto quando ele fica imundo e com o que eu chamo de "Vácuo branco". É quando está tão sujo que a lente fica embranquisada e cheia de marcas. (Isso fica mais pra névoa do que vácuo).
E me pergunto: Como ele consegue enxergar assim?
O problema de usar óculos é que nos tornamos dependentes dele. No meu caso isso é impossível, meu problema é pra longe.
Mas eu agradeço o óculos e as lentes de correção por existir.
Não sei o que seria de mim apenas vendo borros por aí!

Querido Diário!

quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

Acho que maioria das meninas já tiveram um diário! Ou pelo menos tentaram ter.
Eu faço parte desse "a maioria".
Eu já tentei e mantinha escrevendo bem pouco, mas admito, minha vida é muito sem graça pra escrever um diário.
Eu inclusive tenho o meu último guardado aqui em casa. Ele está com mais da metade escrito.
Acho que diário não é um ser fofoqueiro, mas sim um ser ouvinte, aquele que apenas escuta o que você escreve e não julga e nem pode te dar uma ajuda.
Apesar desse ponto fraco, é ótimo pra desabafar. Sabe quando vem aquela raiva ou tristeza, bem, no caso se abrir pra alguém resolve. Diário é nome de um deles.
Na verdade, meu diário é o Garota Zodíaco, mas deixa quieto, não é do tema.
Quando eu era bem mais nova, eu tinha paciência, agora não tenho tanto assim.
Mas como pra mim é sempre bom escrever, está valendo até eu voltar.
Porém, não esqueçam um detalhe, guardem seu diário a "mais de 8000" chaves. Vai que alguém lê.
Afinal, diário é lugar pra desabafar, sentir e guardar segredos.

Mulan


Um outro filme que marcou a minha infância foi Mulan.
Tanto, que lembro de tê-lo visto no cinema com a minha tia e madrinha.
É uma história baseada em uma lenda chinesa, de Hua Mulan.
Ela realmente existiu e lutou na guerra como o desenho conta, mas não foi apenas naquela guerra. A Mulan de verdade ficou uns 12 anos no campo de batalha sem ser descoberta.
Porém, o filme da Disney é apenas uma adaptação. Eles não conseguiriam contar 12 anos num filme de uma hora.
E acho que é um dos poucos filmes da Disney que tem uma continuação legal.
Pelo menos ela não troca de "namorado".
E o personagem que eu mais gosto sem dúvida é o Mushu. A graça de assistir Mulan está em ver o Mushu com a sua veia cômica. Não é por nada não, mas quem dubla ele é o Eddie Murphy, não era pra menos.
Era pra ele ter uma música, mas com Eddie nem precisou.

E junto com Pocahontas, como disse antes, sempre é bom ver.
Eu gosto de ver como a Mulan é forte, decidida e diferente das mulheres da sua época.
Mesmo ela pagando um mico na casamenteira!
Diferente só um pouco, ela ainda era sensível e eu gosto da ligação dela com a família. E esse é o principal motivo pra ela sair pra guerra.
E ao ver a maneira que ela derrotou o líder dos Unos, usando um leque. Coisa mais feminina, impossível!
A Mulan é um mito!
Um filme que já coloquei na minha lista é o filme que conta melhor a vida de Mulan. O nome é Hua Mulan.
Inclusive, as vozes de Mulan e Shang são feitas, na China, por CoCo Lee e Jackie Chan.
Sem contar as músicas. Gosto mais de Reflection e Homem ser.
Sinto uma nostalgia quando faço esses posts de infância. 

Okami


Eu não sou uma garota normal, isso é verdade.
Eu também curto vídeo game e ficar vendo reviews de diversos jogos. E eu jogo muito mal.
Eu vou falar sobre um jogo que é apaixonante. O nome dele é Okami.
A princípio eu tinha visto apenas um demo que eu tenho em cd aqui pro PS2. Eu achei o jogo com o traço muito estranho.
Depois de um tempo, acabei vendo uma review dele, quando estavam relançando pro Wii. E descobri o porquê daquele traço, era pra parecer um pergaminho. Ao ver aquela review fiquei com uma vontade imensa de jogar e quando comprei foi festa.
Okami é um jogo que vale a pena jogar, tem uma história ótima e aquela ação de ter que matar o "chefão".
Vou falar um pouco da história...
O Japão parece que está sendo dominado pelo poder sombrio de Orochi(Quem lembrou do KOF?) de novo e eles precisam evitar isso. Então Sakuya, uma deusa da natureza, na vila de Kamiki, "ressucita" a lenda que os salvou de Orochi da última vez. Seu nome antigo era Shiranui. Mas o que surge é um loba branco com desenhos laranjas no corpo, seu nome é Amaterasu.
Eu esqueci do pobre Issun, que ajuda Amaterasu nessa aventura e vira a aventura dos dois.
Eles tem que aprender as 13 técnicas da tinta mágica e derrotar o Orochi.
Mas o jogo não acaba no Orochi, tem bem mais história pra frente.
Você praticamente cruza a Japão inteiro pra isso. Mas é bem divertido!
Não falo que é um jogo pra criança, pois tem morte e monstros e a história não é bobinha assim.
E quando você escuta os créditos finais do jogo, dá é vontade de jogar de novo.
Nem preciso dizer que meus dois personagens preferidos são os protagonistas: Amaterasu e Issun.
Alias, o Issun é minusculo e achei ele muito kawaii quando o vi mais de perto.
E pra sentido de tradução, Okami significa "pai/mãe de todos os deuses".

Nana Mizuki (Nana-chan)

sexta-feira, 20 de janeiro de 2012
Hoje, dia 21 no Japão, de acordo com o fuso horário. É aniversário da Nana Mizuki!
Ela é nada mais do que a melhor e maior seiyuu do Japão.
Além de ser linda, tem uma voz impecavél.
Posso dizer que conheci a Nana por consequência de começar a ouvir Seiyuus, eu comecei por Aya Hirano e Minori Chihara(já fiz post dela aqui).
Não me lembro qual foi a primeira música dela que escutei, acho que foi Trickster.
E foi apenas com seu trabalho que alcançou o sucesso.
Ela é a voz de Hinata Hyuuga em Naruto. Isso, só pra começar.
No fim do ano passado realizou um live no maior palco do Japão, o Tokyo Dome e foi a 1° seiyuu a cantar lá.
Ela está completando 32 anos de idade. E nem parece.
Que ela continue linda e com sucesso. Tanto com sua música quanto a sua dublagem.
 E é claro, continue sendo DIVA!
Omedetou Goizamasu, Nana-chan!

Meu sérios problemas com nomes de personagens.

sexta-feira, 13 de janeiro de 2012
Apesar de ter uma mente super criativa pra criar histórias, aventuras e personagens...
Eu tenho um sério problema com os meus personagens, em escolher um nome pra eles.
Criar os personagens em si não é problema, do mesmo jeito que história vem, os personagens vem também.
Mas tantas letras e criações resultam na falta de um nome, o que resulta em um espaço em meu caderno com o nome em aberto, até eu achar um legal.
O que me salva é que eu sei pedir ajuda. Sempre!
Não me acho a tal porque eu tenho 7 histórias, tanta criatividade uma hora pode parar e dar lag.
Então, a ajudinha é sempre bem vinda.
Ou quando não peço, espero que venha um nome legal a minha mente. Enquanto não vem, saio escrevendo.
Depois, é só acostumar com o nome daquele personagem. =)

Como uma fã de J-music acompanha os lançamentos?

segunda-feira, 9 de janeiro de 2012
Como sabem além de ser otome, eu sou uma fã de J-music. Consequência, é claro, dos animes.
Eu mesma costumo dizer que nós sofremos com lançamentos, seja de singles, álbuns, DVDs, qualquer coisa. Ficamos ansiosos e louco pra sair tudo completinho.
Pelo menos não temos que esperar a versão full logo de cara e ficar de tortura.
Posso dizer: Previews salvam nossas vidas. Mas, por outro lado, aumentam a tortura.
Com previews podemos sentir um pouco o gosto da música. Eu acho que é vantagem.
Eu falarei apenas da J-music, porque é o que mais escuto, então acho que é o que mais entendo.
Tudo começa com anúncio, só tem o novo escrito, isso uns dois meses antes, em média.
Já é o suficiente pra um ataque.
Em seguida, umas duas semanas depois, mais ou menos, saem as capas. Aí já aparece outro ataque!
Depois acabam saindo preview das músicas, os pvs e tal.
Tudo acompanhado da apreensão. XD
E quando sai algo full, nem que seja em baixa qualidade, já dá pra curtir.
E quando chega o lançamento? É festa!
E isso mostra como vale esperar por um single ou álbum novo.
Acho que só dá pra entender, se for fã e acompanhar. Que nem eu!
Depois escutamos umas mais de 8000 vezes.

Ano novo!

quarta-feira, 4 de janeiro de 2012
Feliz ano novo! (Atrasado) Primeiro post do ano aqui.
Não vou colocar os meus votos e desejos, já fiz isso no Tumblr.
Mas eu acho que ano novo não é mais tão família quanto o natal. Ele simboliza um fim de capitulo para que comecemos outro. Mas as esperanças e sonhos para o ano seguinte duram no máximo dois dias.
Isso quando não falam: O ano só começa depois do carnaval.
É como apareceu umas 500 vezes em redes sociais: O ano nunca será novo se você continuar a cometer os mesmo erros.
Eu concordo plenamente com a frase, alias nada muda se não partir de nós mesmos.
Era só isso mesmo!
Um excelente 2012! Isto não significa que meu 2011 foi ruim, muito pelo contrário.
E nos vemos no GZ ou no Kyon também.
Beijos!